Andorra, Europa

13 principais pontos turísticos de Andorra

Localizada no alto das montanhas do leste dos Pirineus, entre a França e a Espanha, Andorra é um país pequeno, com uma paisagem montanhosa encantadora, que geralmente é ignorada nos itinerários de viagem. Mas, apesar do seu tamanho, Andorra é conhecida como um destino de inverno na Europa por suas excelentes montanhas de esqui, enquanto coisas populares para fazer no verão incluem caminhadas e ciclismo de montanha. Composta por várias pequenas cidades e vilarejos, escondida entre altos picos de montanhas, Andorra fica a apenas três horas de carro de Barcelona ao sul e Toulouse ao norte, tornando-o uma viagem ideal para um dia, se você estiver com pressa. Para a maioria dos visitantes, a principal atração é a capital, Andorra La Vella, uma cidade pequena o suficiente para percorrer a pé, oferecendo uma movimentada rua principal com muitas lojas e restaurantes. É também uma nação de excelentes igrejas medievais, muitas delas intocadas pelo tempo.

1 – A capital: D’andorra la vella

No alto dos Pirineus orientais, Andorra-a-Velha – a capital de Andorra – é a atração turística mais movimentada deste pequeno país. A uma altitude de 1.029 metros, é uma das capitais mais altas do mundo. Também é uma das menores, com uma população de menos de 23.000 pessoas. Presidindo o rio Gran Valira, no lado leste da montanha Pic d’Enclar, com 2.317 metros, a rua principal da cidade está repleta de lojas que vendem de tudo, desde lembranças a artes e ofícios locais, além de galerias, cafés, restaurantes e muitos excelentes hotéis.

As principais atrações incluem a Casa de la Vell, construída em 1580 e agora sede do governo e notável por seu brasão ornamentado e outros emblemas históricos dos antigos governantes do país. Os destaques de uma visita guiada incluem a sala de recepção com suas pinturas de parede do século XVI e, na Câmara do Conselho (Sala de Sessions), o histórico Armário das Sete Chaves, para o qual cada uma das sete comunas do país tem uma chave. Outras coisas divertidas para fazer em Andorra a Velha incluem passear pela Plaça del Poble, uma praça pública no telhado do complexo administrativo da cidade, que oferece excelentes vistas da paisagem circundante, e visitar a Igreja de Sant Esteve, do século XII., com sua madeira entalhada fina.

2 – País das Maravilhas do Inverno: Vallnord

Um dos destinos mais populares dos esportes de inverno nos Pirinéus, Vallnord atrai esquiadores e praticantes de snowboard de toda a Europa para suas muitas pistas finas. Localizado na parte norte de Andorra e com uma altitude máxima de 2.625 metros, Vallnord é realmente três estações de esqui únicas em uma – Arcalis , Pal e Arinsal – proporcionando uma vasta quantidade de terreno para explorar. Esquiadores e praticantes de esqui de todos os níveis são bem atendidos, com descidas mais experientes geralmente indo para as encostas alpinas voltadas para o norte de Arcalis, com suas neves de longa duração, enquanto iniciantes e entusiastas são bem atendidos em Arinsal e Pal. A maioria das pistas é conectada entre si por teleférico, enquanto as gôndolas da vila de La Massana servem Pal.

Vallnord é particularmente popular para férias de esqui em família devido às suas escolas de esqui de primeira classe e atividades divertidas, como caminhadas na neve, trenó e snowmobile, além de paintball e laser. Para os realmente aventureiros, estão disponíveis atividades como andar de bicicleta (esqui e asa delta), heli-esqui e ciclismo de esqui. Outra área de esqui popular é Grandvalira, entre Andorra-a-Velha e Les Escaldes. A chegada do clima mais quente é a abertura do Vallnord Bikepark , uma enorme rede de trilhas de mountain bike, que também atrai aventureiros. Vallnord também é bem servida quando se trata de acomodações e oferece uma variedade de opções de hotéis, de albergues econômicos a hotéis de luxo.

3 – Igreja de Sant Joan de Caselles

Um pouco ao norte da pitoresca vila de Canillo fica a capela de Sant Joan de Caselles. Considerada uma das melhores igrejas românicas do país, este esplêndido edifício antigo de pedra data do século XI e contém muitas características interessantes, principalmente seu belo interior decorado com excelentes afrescos, além de um retablo, São João e o Apocalipse, datado de 1525. Outros destaques desta igreja católica bem preservada são a grade do coro, com sua figura românica de estuque de Cristo na cruz e a pintura policromada única que a cerca.

4 – Centro Termolúdico Caldea

Localizado no coração de Andorra-a-Velha, o imenso Centre Termolúdic Caldea, o maior complexo de spa da Europa, domina o horizonte da capital com sua magnífica torre de pirâmide de vidro. Com mais de 6.000 metros quadrados de áreas aquáticas de diversão e tratamento, os hóspedes podem aproveitar ao máximo as inúmeras lagoas da instalação (interna e externa), suas muitas saunas e jacuzzis, além de suas áreas de spa especializadas com banhos indo-romanos, cascatas, ardósias de mármore quentes e até uma piscina de toranjas. Devido ao uso de águas quentes ricas em minerais que emergem da fonte termal da cidade, uma visita a este complexo de spa com design exclusivo é uma daquelas experiências únicas na vida que não são esquecidas em breve. Para aqueles que procuram uma experiência apenas para adultos, não deixe de visitar as instalações do spa em Inúu.

5 – Ordino e Casa d’Areny-Plandolit

O principal destino do pitoresco vale de Valira del Nord, em Andorra, é a pequena cidade de Ordino, localizada idilicamente na base da montanha Casamanya, com 2.740 metros de altura. Além de suas ruas tranquilas, lojas típicas, hotéis elegantes e igrejas antigas, a cidade abriga a Casa d’Areny-Plandolit, construída em 1633 e depois reconstruída em meados do século XIX pelo Barão de Senaller, famoso por instigar reformas. em 1866, que concedeu direitos de voto aos chefes de família. Agora aberta ao público, esta esplêndida casa antiga possui uma magnífica varanda de ferro forjado de 1843, juntamente com uma reprodução do original Armário das Sete Chaves do país. No térreo, há despensas e uma ferraria, enquanto no andar superior fica o antigo arsenal com seu grande órgão de cano, bem como a sala de jantar na qual os serviços de jantar do Baron Limoges e Sèvres (este último um presente dos austríacos).

Também vale a pena visitar enquanto estiver em Ordino é o Museu Postal de Andorra. Os destaques de uma visita incluem exibições audiovisuais que descrevem o crescimento e o desenvolvimento do serviço postal do país (incluindo a entrega por correio do primeiro par de esquis do país), como os selos são feitos e uma rara coleção de mais de 50.000 selos andorranos. Os passeios em inglês estão disponíveis e duram 30 minutos.

6 – Igreja La Cortinada e Sant Martí

A vila de La Cortinada é uma das comunidades menores mais atraentes de Andorra. Cercada por prados e montanhas escarpadas, a vila abriga a encantadora igreja de Sant Martí de la Cortinada do século XII, notável por seus afrescos românicos, sua casa de charnel e uma bela pomba velha. Adições posteriores dos séculos XVII e XVIII incluem grades de ferro forjado localmente feitas, um retábulo de madeira pintada de cores vivas, inúmeras peças finas de móveis elaborados e um confessionário.

Outra vila que vale a pena visitar é o pequeno El Serrat. No final da estrada que atravessa o vale de Valira del Nord, esta vila nas montanhas fica em uma localização magnífica e é uma excelente base para explorar a paisagem circundante. É igualmente popular entre observadores de pássaros e caminhantes, além de interessados ​​na flora alpina. No inverno, as atividades mudam para esqui alpino e snowboard, além de esqui nórdico e caminhadas na neve.

7 – A cidade de Les Escaldes

A cidade andorrana de Les Escaldes, a apenas alguns minutos de D’andorra la vella, leva o nome das muitas fontes termais espalhadas pela comunidade. Conhecidas por seu alto teor de enxofre e nitrogênio, as águas da cidade variam de agradáveis ​​22ºC a escaldantes 66 ºC e eram bem conhecidas desde a época romana por suas qualidades medicinais. Outros destaques incluem o Museu Viladomat, com exibições de obras do escultor catalão Josep Viladomat, as ruínas da antiga fortaleza de Capilla Sant Roma e a histórica ponte Pont dels Escalls, com vistas soberbas da cidade velha.

Também vale a pena visitar o Museu Thyssen, uma galeria de arte centrada em torno de uma grande coleção particular, incluindo obras de mestres dos séculos XIX e XX, como Monet, Matisse e Gauguin (a maior atração do país também oferece exposições). Outra atração relacionada à arte é o Centre d’Art d’Escaldes-Engordany , que abriga uma interessante coleção de esculturas e obras de arte em um edifício histórico.

8 – Tour pelo Vale de Valira d’Orient

Um ponto alto de uma visita a Andorra é a chance de explorar o cenário deslumbrante desta pequena nação montanhosa no conforto de um carro. Uma das melhores rotas é ao longo do vale de Valira d’Orient, começando em Les Escaldes, ao norte da capital Andorra-a-Velha, antes de seguir pela estrada estreita e sinuosa que leva ao Sant Miquel Engolasters do século XII, um exemplo típico da região. muitas igrejas dos Pirinéus do país em estilo românico da Lombardia. A partir daqui, é possível caminhar até o Lago Engolasters, um lago artificial criado por uma barragem, popular para pesca e passeios turísticos.

Sant Esteve church in Andorra la Vella Andorra

9 – Encamp e o Museu Nacional do Automóvel

No centro geográfico de Andorra, a cidade de Encamp – lar de quase 12.000 pessoas – é uma boa base, independentemente da época do ano em que você escolher explorar o país. Seu centro também é um dos mais bonitos, com o rio Valira d’Orient passando por ele, e seus belos edifícios antigos agora servem como lojas, cafés e restaurantes. É também um ótimo lugar para embarcar em aventuras de caminhadas e ciclismo graças à vizinha montanha Pic dels Pessons, a 2.865 metros do pico mais alto da paróquia. No inverno, a cidade é transformada em um dos centros de esqui mais importantes do país, com uma gôndola que o liga diretamente às encostas de Grau Roig e Pas de la Casa. A cidade também abriga o excelente Museu Nacional do Automóvel com suas inúmeras exibições de carros antigos clássicos – incluindo uma máquina movida a vapor que data de 1885 -, além de motocicletas e bicicletas antigas, todas em perfeitas condições.

10 – Igreja de Santa Coloma

Na estrada principal que leva de Andorra à Espanha, na pequena vila de Santa Coloma, a igreja mais antiga do país. Notável por sua torre alta e redonda de três estágios – muito diferente do design quadrado mais típico de outras torres de igrejas no país – essa esplêndida estrutura de pedra antiga data do século IX e contém uma estátua da Virgem do século XII muito venerada Coloma, vários afrescos moçárabes na sua entrada em arco e uma esplêndida fonte medieval. Depois, faça a curta caminhada até o castelo de Sant Vicenç d’Enclar, do século XII, situado no imponente Roc d’Enclar, logo acima da vila.

11 – Madriu-Perafita-Claror Valley

O único Patrimônio Mundial da UNESCO em Andorra, o belo Vale Madriu-Perafita-Claror, apesar de ter apenas 42 quilômetros quadrados – ocupa quase 10% da área total do país … e um lugar especial como o “coração espiritual” desta pequena nação. Parecendo algo tirado de um livro de figuras, este vale glacial remoto é um refúgio para uma variedade de espécies raras e ameaçadas de vida selvagem, sem mencionar vistas espetaculares sobre pastagens de montanha, penhascos acidentados e densamente vales arborizados. Parte da diversão está chegando aqui. Devido ao seu afastamento, o vale é acessível apenas por trilhas para caminhada, resultando em uma experiência de caminhada surpreendentemente pacífica e tranquila. Ao longo do caminho, você encontrará vários lembretes da região.

12 – Nossa Senhora de Meritxell

A santa padroeira de Andorra, Nossa Senhora do Meritxell (Mare de Déu de Meritxell), é famosa como guia espiritual do país e é objeto de um grande festival realizado todos os dias 8 de setembro desde 1873, no mesmo dia do feriado nacional de Andorra. Este santo católico romano está associado à Capela Meritxell e é representado por uma estátua da Virgem Maria com o bebê Cristo no colo (a estátua original, feita no século XII, foi destruída pelo fogo). Diz-se que a réplica, esculpida em madeira e com apenas 33 polegadas de altura, é quase idêntica à original e pode ser vista, junto com outras relíquias, no santuário da igreja. Não deixe de visitar também o esplêndido pátio com seus arcos impressionantes. Esta igreja também faz parte da Rota Mariana, um importante itinerário de peregrinações que inclui santuários em Montserrat e Lourdes, entre outros.

13 –  O Museu de Miniaturas

O Museu de Miniaturas é uma ótima maneira de jovens e adultos passarem uma hora em Ordino. E estas são realmente obras de arte em miniatura. Criado por Nicolai Siadristy, um artista ucraniano que é amplamente considerado o melhor em seu campo, essas pequenas obras-primas são tão pequenas que muitas precisam ser vistas através de uma lupa ou microscópio para serem apreciadas. Criada a partir de metais como ouro e platina, além de materiais do cotidiano, incluindo papel e madeira – até grãos de arroz – a enorme coleção de miniaturas do museu apresenta tudo, desde minúsculas bonecas russas a artefatos religiosos, incluindo crucifixos. As exposições são aumentadas por uma interessante exibição audiovisual, que também apresenta detalhes da vida e do artesanato do artista.

Ficou com vontade de conhecer Andorra? Entre em contato com a EGP Viagens e com a ajuda de nossos consultores iremos montar um roteiro personalizado para sua viagem dos sonhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *