Caribe, Jamaica

15 melhores coisas para fazer na Jamaica

Ah, Jamaica! Uma verdadeira joia da região do Caribe. Existem mansões deslumbrantes com uma borda inglesa ao lado de cabanas de praia que emitem os cheiros esfumaçados de churrasco. Existem amplos resorts com all inclusive sob a sombra de poderosas montanhas de 2.000 metros de altura. Existem plantações históricas e animados bares de samba. Há a casa do reverenciado Bob Marley, museus dedicados à sua arte e concertos de reggae nas praias.

E como se isso ainda não bastasse, os pretensos viajantes a esta terra vestida de selva nas Grandes Antilhas conseguem provar rum fortes e saborear cervejas no mar, traçar a história das guerras espanholas, fazer caminhadas, conhecer golfinhos, tubarões e mergulhe em cavernas profundas! Você é simplesmente obrigado a desfrutar.

Vamos explorar as melhores coisas para fazer na Jamaica:

1 – Tomar banho sob as Cataratas do Rio Dunn

Escondidas entre as selvas verdes nos arredores de Ocho Rios de alta classe e suas praias perfeitas de James Bond, as Cataratas do Rio Dunn abrem caminho pelas colinas em uma série de cataratas de tirar o fôlego. Uma das atrações imperdíveis da ilha, o local atrai grupos de turistas e guias turísticos ansiosos para percorrer as águas jorrando e escalar as prateleiras de travertino de 180 metros de comprimento que formam a própria cachoeira. A viagem pode ser cansativa, exigindo que os visitantes se apeguem às rochas salientes, subam os degraus encharcados de água e passem pelas piscinas. As Cataratas do Rio Dunn ocupam uma deslumbrante clareira no meio das selvas jamaicanas; um local onde os exércitos coloniais britânicos lutaram contra os espanhóis pelo controle da ilha como um todo!

2 – Retrocesso na Seven Mile Beach

Seven Mile Beach é constantemente classificado como a melhor parte da ilha; Não, no mundo! É claro, tem todas as areias cintilantes e as águas azul-turquesa que você esperaria de uma praia tropical popular, mas também há mais. Pegue as barras do penhasco da cidade de Negril, que coroam as rochas com guarda-chuvas de palmeiras e oferecem bordas super românticas do pôr do sol jamaicano sobre o mar. Depois, há o inesperado hedonismo e vida noturna, que borbulham espontaneamente nos bares do hotel depois do anoitecer, se espalhando nas areias em uma mistura de socos de rum e mojitos, reggaeton e samba.

3 – Maravilhe-se com os belos estilos coloniais da Devon House

Devon House é uma espécie de pequeno enclave de calma que fica em sua casa, mesmo no coração da vibrante capital de Kingston.

Cercado por gramados bem cuidados de grama verde e coqueiros esguios, possui uma maravilhosa variedade de estilos arquitetônicos coloniais caiados de branco. Foi construído nos anos 1880 pelo primeiro milionário negro da ilha e hoje os quartos do interior estão abertos para visitas. Outros (principalmente os locais) virão nos fins de semana para simplesmente relaxar nos jardins, ou saborear os sorvetes refrescantes da junta I-Scream nas proximidades (considerada a melhor da ilha!)

4 – Nade com as vagens de golfinhos em Dolphin Cove

Prepare-se para marcar a lista de balde com este, porque uma viagem a Dolphin Cove significa uma oportunidade para se aproximar e nadar com alguns dos mamíferos mais inteligentes do oceano. Localizada a poucos passos de Ocho Rios e das Cataratas do Rio Dunn, a atração pode ser facilmente acessada ao longo da costa norte. Os visitantes vêm para aprender tudo sobre a curiosa variedade de tubarões e golfinhos que vivem no Caribe, e para passar o dia nadando com arraias, tubarões, vagens de golfinhos e muito mais. Também há shows regulares da vida marinha, enquanto toda a área é cercada por praias de areia branca e florestas tropicais exuberantes para adicionar à atmosfera. Ah, sim, e não se esqueça de conhecer a iguana residente!

5 – Blue Mountain Peak

Com as poderosas cordilheiras das Montanhas Azuis chegando a picos de mais de 2.200 metros acima do nível do mar, na borda leste da ilha, é difícil não ficar tentado pelas trilhas de trekking. Visitantes intrépidos podem escalar o poderoso Blue Mountain Peak, o mais alto do país. Este cume alto oferece panoramas abrangentes sobre os dosséis tropicais da floresta ao redor, enquanto as vistas de Kingston, na costa sul, e de Hope Bay e Annotto, no norte, são reveladas nos dias mais claros. Outros optam por se deitar em casas de família rústicas nas montanhas, tentam avistar beija-flores multicoloridos no ar, ou simplesmente gostam de cheirar os ramos cerosos frescos de palmeiras e eucaliptos comuns nas montanhas.

6 – Homenagem ao mestre do reggae em Nine Mile

Nenhuma viagem à casa das batidas de reggae poderia ser completa sem pelo menos um pequeno aceno de respeito ao grande mestre: Bob Marley. Sem dúvida, o rosto mais famoso que já saiu desta ilha tropical no Caribe, Marley nasceu e foi criado na pequena vila de Nine Mile, localizada entre as colinas cobertas de selva do centro da Jamaica, a uma distância de carro da popular Montego Bay praias ao redor de Rio Bueno. Hoje, o humilde pequeno agrupamento de casas é o anfitrião do mausoléu do músico e ainda tem sua antiga casa (onde viveu até os 13 anos). As turnês regulares lideradas por rastafáricos dedicados revelam onde ele cresceu e aprendeu a tocar sua música, o Rock Pillow, onde encontrou inspiração, e o túmulo onde ele e seu violão foram descansados ​​após sua morte em 1981.

7 – Faça rafting no Rio Grande

Percorrendo as selvas luxuriantes e os contrafortes das Montanhas Azuis, a oeste de Port Antonio, as vias aquáticas do Rio Grande são um dos principais destinos turísticos de aventura daqui. Os viajantes vêm fazer uma pausa nas praias ensolaradas da costa norte e tentar navegar jangadas feitas de bambu ao longo dos meandros. Ao longo do caminho, passam por plantações de banana e desfiladeiros acidentados, paredes de pedra cortadas que caem drasticamente no rio e as infinitas ondulações verdes do interior montanhoso. 

9 – Entre em contato com seu lado espião nas areias de James Bond Beach 

Desde que um jovem Sean Connery conheceu Ursula Andress, de biquíni, nas areias da Baía de Oracabessa, em 1962, essa enseada estreita nos arredores de Ocho Rios é conhecida como James Bond Beach. Certamente tem a aparência; chegando cercado de palmeiras e aglomerados de manguezais verdejantes; iluminado pelo brilho do sol que salta da costa azul-marinho. A pequena entrada também se tornou um local popular para shows de música, e os visitantes costumam se juntar a shows ad hoc de reggae ou DJs famosos, muitos dos quais viram as mesas no Moonraker Bar que paira sobre as areias.

10 – Assuste-se com a Bruxa Branca de Rose Hall

Não se deixe enganar pelas bonitas fachadas de Rose Hall, uma antiga plantação coberta por uma floresta tropical florescente e jardins verdes no meio das colinas nos arredores de Montego Bay. Por quê? Bem, eles não apenas estão mergulhados em uma história sombria da escravidão e no domínio colonial das potências europeias, mas também são considerados o local mais assombrado da ilha! Sim, os visitantes podem procurar o lendário fantasma de uma Annie Palmer. Um colono haitiano-britânico que teria matado vários maridos na casa. Pensa-se que seu espectro se mova pelos aposentos restaurados da grande mansão até hoje, e os passeios noturnos à luz de velas levam até os visitantes às masmorras – agora transformadas em uma taberna jamaicana nas entranhas assustadoras do prédio!

11 – Veja as exposições no Museu Bob Marley

Instaladas na antiga residência da grande estrela do reggae da ilha (o mesmo lugar onde ele quase foi assassinado em 1976), as salas de exposições do Museu Bob Marley foram perfeitamente restauradas e mantidas para se parecerem com o que eram quando os Wailers e o próprio Marley residiu aqui nos anos 70. Os visitantes podem ver o estúdio de gravação pessoal usado na produção dos melhores discos do Tuff Gong, passear pelo quarto e jardins privados do lendário músico e até ver um holograma realista dele no agora icônico One Love Peace Concert.

12 – Túnel para as cavernas da gruta verde

As cavernas da Gruta Verde podem ser encontradas escondidas sob a densa vegetação das selvas que se alinham na costa norte da Jamaica. Uma série de cavernas e túneis profundos, situados em dois níveis distintos no subsolo, estão imersos na história da ilha. Primeiro, eles eram um refúgio para as tribos indígenas nativas e depois hospedavam escravos fugitivos das plantações das colinas do interior. Eles também foram usados ​​por contrabandistas e como depósito de munição para as forças espanholas invasoras nos anos 1600. Hoje, porém, eles atraem visitantes com seus lagos subterrâneos e estalactites colossais, estalagmites e maravilhas geológicas.

13 – Praia do Reggae

Este pequeno bolso de areia dourada que se esconde entre as selvas e as enseadas entre Ocho Rios e Oracabessa não é apenas aclamado como um dos pontos turísticos mais incomuns e alternativos da ilha, mas também tem outro truque musical na manga. Toda sexta-feira depois do anoitecer, à medida que o sol desaparece atrás dos ramos das palmeiras, nas costas das areias, a enseada ganha vida com os ritmos do reggae e o tamborilar memorável do samba e salsa do Caribe. Antigamente, essas apresentações ad hoc eram pouco mais que encontros de fogueiras amadoras de dedilhadores de guitarra e cantores de reggae, mas a chegada do Bamboo Beach Bar deu uma guinada mais eletrizante. Agora, os visitantes também podem esperar shows de fogo noturnos e trupes de dança, performances e tapas jamaicanas de dar água na boca.

14 – Floyd’s Pelican Bar

Emergindo em palafitas precárias de madeira lavada com sal das águas azul-turquesa que cobrem os recifes ao redor de Black River e Treasure Beach, o Floyd’s Pelican Bar é talvez a lanchonete mais icônica de toda a Jamaica. Um imperativo para os amantes de coquetéis, o bar de bambu e troncos ancorado por um pequeno banco de areia no mar só pode ser alcançado de barco. Serve todos os habituais Red Stripes frios e misturadores de ponche de rum, e vem com alguns funcionários sempre sorridentes do bar e – é claro – vistas incríveis do Caribe ao redor. Em suma, este é um local curioso para uma bebida com uma diferença.

Este artigo te inspirou para começar a planejar uma viagem para a Jamaica?  Entre em contato com nossos consultores e faça sua cotação! ah… Não esqueça de comentar e compartilhar este artigo com seus amigos ?