Europa, Porto, Portugal

17 principais pontos turísticos de Porto

Aparentemente escavado em granito perto da foz do rio Douro, a segunda cidade de Portugal, conhecida localmente como Porto, deslumbra com uma rica coleção de atrações culturais. O coração histórico do Porto é a Ribeira. Este bairro à beira-mar insiste positivamente em que você se perca no labirinto de ruas estreitas e procura alguns dos tesouros arquitetônicos mais queridos da cidade. De fato, os edifícios que compõem esse venerável bairro são tão raros e preciosos que a UNESCO o declarou Patrimônio Mundial.

Grande parte do antigo Porto pode ser descrito com um acentuado sotaque do século XVIII. Igrejas barrocas extravagantes e imponentes edifícios neoclássicos pontuam o horizonte, seus conteúdos mais valiosos exibidos em museus de classe mundial em praças pitorescas. Enquanto isso, o caráter contemporâneo da cidade é evidente em sua próspera cena de artes modernas e em um local de música assustadoramente futurista. Atravessar a ponte para Vila Nova de Gaia é um ponto turístico, assim como uma visita guiada a uma das cabanas do porto. Um cruzeiro ao longo do Douro deve ser considerado e, para um panorama verdadeiramente memorável da cidade, faça um passeio de bonde que desliza de um extremo ao outro do cais.

1 – Torre dos Clérigos

A crescente Torre dos Clérigos pontua o horizonte do Porto como uma agulha monumental. Este é o ponto de referência mais visível da cidade, um foguete de 75 metros de altura e granito do século XVIII, e visitar esta estrutura histórica deve estar no topo da lista de “coisas a fazer”. Você precisará de muito fôlego para subir os 240 degraus até o topo da torre, mas o esforço será recompensado com um panorama deslumbrante do rio, da costa e do distante vale do Douro – uma vista aérea da segunda maior cidade de Portugal, e uma maneira inspiradora para os turistas de primeira viagem se orientarem. Encomendada pela Irmandade do Clero ( clérigos ) e projetada pelo italiano Nicolau Nasoni, a torre barroca complementa a adjacente Igreja dos Clérigos, que também é obra de Nasoni. Construída entre 1732 e 1750, a própria igreja é um exemplo maravilhoso da afinidade do arquiteto com o barroco e apresenta uma planta elíptica, uma das primeiras igrejas em Portugal construídas dessa maneira. Mas a torre continua sendo o destaque e, dia ou noite, seu perfil cônico permanece como um farol histórico visível da maior parte da cidade.

2  – Palácio da Bolsa

Datado de meados do século XIX, a antiga bolsa de valores do Porto contém uma riqueza de interesse histórico. Construído no local de um mosteiro franciscano, seu interior sumptuoso é dividido em várias salas e salões, cada um singular em seu apelo e digno de um exame minucioso. Finja que você é um comerciante rico visitando negócios enquanto passeia pelo Portrait Room, com sua galeria de monarcas uniformizados, e depois olhe para cima ao entrar no Golden Room para admirar seu teto de estuque dourado. Você estará pronto para sua reunião com o chefe na luxuosa Sala do Presidente, antes de se juntar a outros comerciantes na Sala de Audiência do Tribunal, ricamente decorada, para testemunhar o direito mercantil praticado no devido processo. Você pode querer entrar na sala do Jurado adjacente antes de se reunir no magnífico Salão das Nações para se misturar com os grandes e os bons. Mas você vai querer deixar o melhor para o final, esgueirando-se para a surpreendente Sala Árabe, inspirada na Alhambra de Granada, e o único lugar que realmente vende um passeio pelo Bolsa. Aliás, o prédio é a sede da Câmara de Comércio do Porto, e seus membros ainda se reúnem na clássica sala da Assembléia Geral.

3 – Escalada da Ponte do Porto

Uma das coisas mais incomuns do Porto – e certamente uma mudança radical das opções turísticas tradicionais – é a chance de escalar os arcos da Ponte Dom Luís 1. O Porto Bridge Climb realiza visitas guiadas a essa estrutura icônica com participantes vestidos com arnês e travaquedas, a fim de escalar as alturas elevadas com segurança e conforto. Seguindo uma escada de pedestres estreita e conectada por cabo a um corrimão paralelo, os visitantes escalam lentamente os arcos para alcançar o topo do vão, 65 metros acima do rio Douro. As vistas panorâmicas da cidade periférica e da foz do rio são verdadeiramente memoráveis. A descida dos 262 degraus revela o tamanho e a elegância desta maravilha da engenharia do século XX, inaugurada em 1963 e atualmente a única extensão de ponte na Europa que pode ser acessada dessa maneira.

4 – Igreja de São Francisco

Os visitantes são envoltos em ouro quando entram na bela igreja de São Francisco. Seu interior barroco do século XVIII é incrustado com um verniz dourado tão deslumbrante e exuberante que a maioria concorda que este é um dos melhores exemplos de ouro trabalhado em qualquer lugar do país. De fato, esta é uma experiência turística inestimável. A talha dourada adorna o altar, as colunas e os pilares, com apenas um único pedaço de pedra visível. Procure por querubins sorridentes e monges de rosto sombrio enquanto caminha em direção à parede norte e à Árvore de Jessé, em São Francisco, uma árvore genealógica em madeira dourada e pintada que representa a genealogia de Cristo. Um artefato extraordinário e sedutor esculpido entre 1718 e 1721, a árvore possui detalhes finos vistos nas expressões de Jesus, Maria e José e outras figuras, incluindo o rei Davi, Salomão e o próprio Jessé, o que deixa os espectadores sem palavras. Um passeio pelas antigas catacumbas debaixo da igreja ajuda a trazer os visitantes de volta à terra, mas há mais tesouros no mosteiro da igreja para serem vistos no museu depois.

5 – Cais da Ribeira

O bairro ribeirinho do Porto é um labirinto sedutor de ruas estreitas e sinuosas, ruelas em zigue-zague, e arcadas baixas e sedentas de sol. De frente para o rio Douro, no entanto, existem terraços de moradias imponentes pintadas em mostarda brilhante, tangerina e tons de tawny – a Ribeira é uma aventura em cores e sabores. Uma infinidade de restaurantes e cafés situados sob os arcos ao longo do cais faz desta a área mais popular da cidade para relaxar e socializar. Praça da Ribeira, a praça à beira do rio, é um ponto de encontro popular e animado, tem uma vibração jovem e amigável. Este também é um movimentado distrito comercial, onde mercearias esfregam os ombros com açougueiros e peixeiros. Os minúsculos estúdios de sapateiros em ruínas ecoam ao toque diligente dos martelos de sapateiros, e o aroma rústico de pão fresco colide com o odor salgado do Douro. Acima de tudo, os habitantes locais compartilham fofocas de varandas ou janelas abertas, gritando inexoravelmente através das linhas de roupa que estalam na brisa. A Ribeira também é sobre história, e explorar esse bairro fascinante é descobrir relíquias medievais construídas sobre fundações romanas. A UNESCO adora o local e, há muito tempo, declarou-o um Patrimônio Mundial.

6 – Ponte Dom Luís I

A grandiosa ponte Dom Luís I é uma das estruturas mais emblemáticas de Portugal. Atravessando o poderoso rio Douro para ligar o Porto a Vila Nova de Gaiana margem sul, a majestosa varredura da ponte e o aspecto de duas camadas são um componente obrigatório no orgulhoso tecido social da cidade. A siderúrgica cinza-carvão pesadamente rebitada tem Gustave Eiffel escrito por toda parte, e de fato era assistente do grande engenheiro francês que construiu a ponte em 1886. Os passageiros usam a ponte diariamente – uma estrada, Avenida da República, corre do outro lado do convés inferior, enquanto o vão superior acomoda uma linha ferroviária do metrô. Os pedestres podem atravessar usando as calçadas estreitas situadas em ambos os lados da estrada ou ser realmente corajoso e atravessar a estrutura usando a trilha de 60 metros de altura da camada superior. Uma vista deslumbrante da ponte pode ser vista do terraço do Mosteiro da Serra do Pilar, na margem sul. A partir daqui, toda a cidade forma um cenário fabuloso e o panorama é particularmente dramático ao entardecer. Não esqueça o seu tripé!

7 – Catedral de Porto

A visita ao Porto deve sempre incluir a exploração da catedral da cidade. De facto, o vasto panorama do terraço sobre as ruas da cidade velha e o sonolento rio Douro é um excelente cortador de cortinas e prepara os sentidos para o que está por vir. Um marco imponente do século XII, a catedral tem a aparência de uma fortaleza, como é o aspecto proibitivo de suas torres e a tonalidade sombria de sua fachada. Os recursos redentores incluem uma linda janela rosada do século XIII, situada na frente oeste, e os serenos claustros barrocos revestidos de azulejo azul-celesteazulejos. Fique aqui um pouco para absorver o ambiente medieval e o local tranquilo. A partir daqui, uma escada de granito do século XVIII se conecta à casa do capítulo, envolvida em um trabalho de azulejo mais impressionante. Outra atração de destaque é o magnífico retábulo de prata na pequena capela à esquerda da capela-mor. Termine sua excursão debruçando-se sobre o deslumbrante tesouro de ouro e prata da catedral, mantido no Tesouro.

8 – Vila Nova de Gaia

Com seu longo e amplo passeio e aspecto ribeirinho, Vila Nova de Gaia é uma diversão irresistível. Facilmente acessível a pé atravessando a Ponte de Dom Luís I, o cais paisagístico da cidade é cercado por uma longa linha de restaurantes e cafés elegantes. É também o ponto de partida para vários barcos de cruzeiro no rio Douro. Adicionando uma perspectiva maravilhosamente nostálgica está a frota de barcos tradicionais rabelos ancorados ao lado da esplanada. Estes graciosos barcos a vela já foram usados ​​para transportar barris rio abaixo das propriedades portuárias do Douro, e com o distrito da Ribeira do Porto fornecendo um pano de fundo adequadamente romântico, os turistas são regalados com uma paisagem urbana atmosférica, um quadro remanescente do século XVIII. Para uma visão verdadeiramente dramática, faça um passeio no Teleférico de Gaiaou. Esta nova atração turística corre ao longo da margem do rio Gaia e liga a estação superior, perto do Mosteiro da Serra do Pilar, com o extremo leste da esplanada.

9 – Museu Nacional Soares dos Reis

Se você decidir visitar apenas um museu no Porto, verifique se é este. A notável coleção de arte portuguesa abrange os séculos XVI a XX e inclui esculturas de António Soares dos Reis, o célebre escultor do século XIX do país, em homenagem ao qual o museu recebeu o nome. Os monitores são maravilhosamente ecléticos em seu escopo, com o ouro e os talheres particularmente atraentes. A coleção de pinturas apresenta obras de artistas portugueses e estrangeiros, nomeadamente holandeses e flamengos. As peças de vidro portuguesas finas dos séculos XVIII e XIX complementam raras peças de cerâmica que incluem porcelana da China e exemplos de louças de Delft. Móveis decorativos de lugares tão distantes como Índia e Japão, que dão à exposição um verniz exótico, enquanto a coleção de tecidos é principalmente derivada de tecidos e outros materiais confiscados de mosteiros e conventos dissolvidos. Reserve algumas horas para percorrer as várias galerias e depois explorar o jardim, talvez antes de comer algo na cafeteria do museu, onde a opção de almoço inclui opções vegetarianas.

10 – Mundo das Descobertas

O notável período de conquista e exploração de Portugal, a Era das Descobertas, é reencenado com um efeito surpreendente neste museu interativo e parque temático. As perigosas viagens dos navegadores portugueses do século XV, navegando em frotas de caravelas frágeis para mapear águas desconhecidas e mapear novas terras, são trazidas à vida deslumbrante através de uma série de exposições detalhadas e animações exibidas. Mas a verdadeira aventura começa depois de embarcar em um barco e viajar para países descobertos como Vasco da Gama, que em 1498 mapeou uma rota marítima de Portugal para a Índia, e Pedro Álvares Cabral, que chegou ao Brasil em 1500. Usando fones de ouvido, os passageiros ficam encantados com o planejamento e a organização subjacentes a essas ambiciosas expedições marítimas e também adquirem uma visão fascinante da história e cultura dos vários destinos colonizados pelos portugueses durante esse período. De fato, esta é uma experiência educativa e envolvente maravilhosamente divertida para todas as idades.

11 – Igreja do Carmo

Reboco no exterior da igreja do Carmo, no século XVIII, é uma labareda de azulejos azuis e brancos, e a impressionante fachada é uma das mais instantaneamente reconhecidas na cidade. As esplêndidas esculturas douradas que decoram o interior são igualmente atraentes. De fato, a elegante madeira escovada com ouro está entre os melhores exemplos do rococó português. A vizinha Igreja das Carmelitas é menos revelador. Incrivelmente, dividir as duas coisas é uma casa, construída para cumprir uma lei antiga que duas igrejas não podiam compartilhar o mesmo muro. Muitos acreditam que essa é a residência particular mais estreita do país, embora esteja desocupada há quase 30 anos. Uma anomalia caprichosa, a morada de um metro de largura cria um instantâneo interessante espremido, pois fica entre dois monólitos de granito.

12 – Casa da Música

Qualquer pessoa que fique no Porto por alguns dias deve conferir o programa cultural oferecido neste fabuloso local de concertos internacionais. O ‘Music House’ é comemorado tanto por seu design radical quanto pelo calibre do entretenimento que hospeda. O arquiteto holandês Rem Koolhaas entrou em contato com a convenção quando ele foi contratado para criar um edifício que levaria a cidade de cabeça para o século XXI. Isso ele conseguiu com grande aclamação, e a melhor maneira de apreciar seu triunfo é assistir a um dos muitos shows realizados em suas paredes brancas e lados estranhos. Todos os gostos musicais são atendidos, desde o clássico ao fado, do jazz e hip-hop. Atos de classe mundial que se apresentam aqui incluem o falecido Lou Reed, que tocou a noite de abertura em 2005. Outra maneira de vislumbrar o interior é caminhar até o restaurante do último andar. No menu da culinária de influência mediterrânea, há um panorama inspirador no movimentado bairro da Boavista do Porto. Mas, para uma visão sem pressa, de perto e pessoal, participe de uma visita guiada. Caso contrário, passeie aqui ao entardecer, quando o local for banhado com holofotes, para uma perspectiva verdadeiramente abstrata dessa estrutura extraordinária.

13 – Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves

A influente Fundação de Serralves administra o respeitado Museu de Arte Contemporânea do Porto. Projetado pelo mago minimalista Álvaro Siza Vieira, o edifício branco como giz é um atrativo cultural, um exemplo de arquitetura ergonômica subliminar em um parque, a quatro quilômetros a oeste do centro da cidade. O museu evitou uma coleção permanente e, em vez disso, aspira oferecer diferentes perspectivas sobre a arte contemporânea em vários meios de comunicação. Tudo isso contribui para uma experiência emocionante e imprevisível do visitante, onde, muitas vezes, você fica decidido sobre o significado por trás de cada peça e as intenções do artista – em outras palavras, isso é arte moderna. Também dentro do recinto está o Art Deco rosa Casa de Serralvesonde outras exposições são realizadas. Discussões, argumentos e pontos de vista podem ser trocados no café no local ou no restaurante mais formal. O parque é bastante bonito, um Éden paisagístico de tremenda biodiversidade. Uma série de trilhas percorre os 18 hectares, passando por gramados, lagos ornamentados e jardins de ervas aromáticas antes de circular por um bosque sombrio e arborizado.

14 – Café Majestic

Com sua distinta fachada Art Nouveau de cantaria curvilínea e motivos ondulados, esta joia brilhante de uma cafeteria é inconfundível. No interior, um ambiente vintage dos anos 20 penetra no salão. Dispostas em todo o interior luxuoso, encontram-se as cadeiras de madeira entalhada originais e as mesas com tampo de mármore que conferem ao Majestic seu sabor deliciosamente boêmio. Querubins e lanternas se apegam ao teto de gesso. Enfeitando as paredes estão conjuntos de enormes espelhos flamengos que refletem o caráter evocativo do passado. Este é o mais célebre dos cafés do Porto e um dos mais históricos da Europa. O almoço e o jantar podem ser tomados aqui em grande estilo, o menu tentador com uma fusão de sabores portugueses e mediterrâneos. O café também é conhecido por sua seleção de bolos e doces, e evoca especialidades como rabanada envolta em creme de ovos cremoso coberto com frutas secas. As crianças vão adorar aqui, especialmente quando perceberem que a autora JK Rowling trabalhou no rascunho de seu primeiro livro Harry Potter e a Pedra Filosofal enquanto toma café em uma mesa perto da entrada. Magia ou o quê?

15 – Centro Português de Fotografia

O Centro Português de Fotografia irá apelar para qualquer pessoa com uma compreensão do processo fotográfico. Essa instalação cultural envolvente fica dentro dos muros de uma antiga prisão do século XVIII, a Cadeia de Relação. A prisão foi fechada em 1974, mas seu labirinto de celas, vários escritórios administrativos e o pátio interno foram cuidadosamente restaurados e agora servem como espaços de exibição incomuns. As exposições tendem a se concentrar na fotografia portuguesa vintage e contemporânea, mas vários fotógrafos internacionais viram seu trabalho exibido como parte de iniciativas de intercâmbio cultural. Curiosamente, as fotografias criadas digitalmente e as tiradas usando métodos analógicos tradicionais compartilham uma plataforma mais ou menos igual, para que os puristas e fãs da nova tecnologia de imagem fiquem igualmente encantados. A maioria dos visitantes, no entanto, será fixado na coleção de câmeras antigas e equipamentos fotográficos alojados no último andar. Depois de refletir sobre a miscelânea de Linhofs antigos, Leicas clássicos e Kodaks sempre verdes, tirar uma fotografia usando um telefone parecerá levemente ridículo.

16 – City Tour de Eléctrico do Porto

O centro histórico do Porto e a beira do rio podem ser admirados em um bonde vintage durante passeios que levam a vários pontos turísticos emblemáticos e marcos culturais. Três linhas diferentes servem o destino, todas oferecendo uma perspectiva diferente da segunda cidade de Portugal. A linha 1 começa perto da Ponte Dom Luís 1. Partir daqui, na “Riverside Line”, para se deslocar para oeste até a cidade costeira de Foz do Douro, situada na foz do rio Douro e conhecida por suas praias e enseadas próximas . Esta excursão de lazer é uma opção favorita no verão, quando você deseja escapar do calor da cidade. A linha 18 é uma pista restaurada, parte circular em design e o percurso mais curto. O percurso passa pela Igreja do Carmo e termina, adequadamente, no Museu do Carro Elétrico, o museu do bonde. Indiscutivelmente o circuito mais gratificante em termos de pontos turísticos e atrações é o passeio da Linha 22. Nesta rota, o bonde faz barulho e passa por Torre dos Clérigos, Igreja do Carmo e Café Majestic, entre outros espetáculos visuais.

17 – Avenida dos Aliados

Uma visão geral vibrante e divertida do cotidiano do Porto pode ser adquirida passeando por toda essa avenida dupla. Alinhado dos dois lados por lojas, boutiques, cafés e restaurantes, o Aliados é o centro comercial da cidade. No sopé da rua fica a Praça da Liberdade, mas os visitantes podem começar a explorar entrando na Estação de São Bento, a estação ferroviária central do Porto, para contemplar os 20.000 azulejos mais ou menos deslumbrantes que representam os primeiros modos de transporte e a história de Portugal. Um norte lento o levará à Câmera Municipal, a prefeitura do Porto, que coroa o topo da avenida. A partir daqui, vire à direita na Rua Formosa até chegar ao Mercado do Bolhão coberto. Esse mercado decadente de dois níveis já viu dias melhores, mas ainda exala um caráter sedutor e barulhento e é o melhor lugar da cidade para comprar frutas e legumes frescos, carne, peixe, utensílios domésticos e artesanato. Se você estiver viajando com um orçamento limitado, compre queijo e pães recém-assados ​​e desça o lado oposto da avenida para desfrutar de um piquenique à beira do rio.

Gostou das nossas dicas sobre a Porto? Se ficou com vontade de conhecer, entre em contato com nossos consultores e não deixe de comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *