amazonas, América do Sul, Brasil, Manaus, Norte

10 Principais Pontos Turísticos de Manaus

A borracha transformou o pequeno assentamento no Forte São José, onde o Rio Negro encontra o Rio Solimões, na metrópole rica e cosmopolita de Manaus. Nas décadas anteriores à competição asiática, o preço da borracha caiu no início do século 20, Manaus tornou-se tão próspera que grandes edifícios públicos e privados foram construídos com materiais caros importados da Europa . Hoje, como capital do Amazonas e uma movimentada zona de livre comércio, é o ponto de partida para explorar a Amazônia. Suas principais atrações turísticas, além de seus edifícios coloniais, são as muitas opções de passeios ecológicos de barco e pousadas nas florestas tropicais próximas.

1 – Teatro Amazonas: uma ópera em estilo renascentista italiano

O edifício mais famoso da cidade é a casa de ópera em estilo renascentista italiano, inaugurada em 1896 e agora protegida como monumento nacional. Em um esforço para tornar Manaus um grande centro da civilização, nenhuma despesa foi poupada para criar esse palácio cultural no coração da floresta primitiva. A maioria de seus materiais foi importada da Europa: as portas são de mármore italiano, as escadas são de ferro forjado inglês e muitos de seus 198 lustres são de vidro de Murano de Veneza; o restante foi importado da França. A cúpula, concluída no início do século 20, tem 36.000 azulejos importados da Alemanha. Até as madeiras nativas brasileiras usadas na decoração do palácio foram enviadas para a Europa para serem esculpidas e polidas. A cortina, que se eleva plana sem ser enrolada ou dobrada, mostra a junção do Rio Negro e do Solimões para formar a Amazônia. Quando o mercado de borracha declinou e os barões de Manaus saíram com suas fortunas, o teatro caiu em ruínas. Foi restaurado apenas no final dos anos 80 e é novamente usado para seu propósito original.

2 – Encontro das Águas

Seria impensável viajar para Manaus sem ver o Encontro das Águas, uma das maravilhas naturais do mundo, o ponto a 20 quilômetros a sudeste da cidade onde a água escura do rio Negro se une à água barrenta marrom clara do rio Solimões. formar a Amazônia. O que torna isso especialmente incomum é que os dois rios correm juntos, mas lado a lado por cerca de seis quilômetros, eles o fazem sem se misturar. Você pode ver isso do ar enquanto voa para a cidade, mas passeios de barco pelas águas misturadas estão entre as viagens mais populares de Manaus. Existe, é claro, uma razão científica pela qual as águas não se misturam; uma combinação de diferentes densidades, temperaturas e velocidades atuais se combinam para mantê-los separados. Um passeio de barco também é a melhor maneira de ver três áreas diferentes que são atravessadas por uma complicada rede de rios, canais e lagos: a área de Rio Negro, a área de Solimões e a Amazônia. A melhor época é entre setembro e novembro, quando os níveis de água são baixos.

3 – Ilhas Anavilhanas

No Rio Negro, entre Manaus e Novo Airão, existe um arquipélago de 400 ilhas e ilhotas, com centenas de lagos, cursos de água e igapós (florestas inundadas) que se estendem por cerca de 90 quilômetros. A Reserva Natural de Anavilhanas, uma área de 350.000 hectares, oferece uma seção completa do ecossistema amazônico. Quando o rio está alto, entre novembro e abril, as ilhas são quase todas inundadas, com apenas cerca de 180 delas emergindo da água. Durante esse período de alta água, eles são povoados por macacos-esquilo; macacos da noite; preguiças; uma variedade de pássaros, incluindo papagaios, tucanos, pica-paus e garças; e por jacarés, tartarugas e outros répteis e anfíbios. Quando as águas recuam lentamente e as ilhas ressurgem, os animais maiores retornam, juntamente com o labirinto de canais entre as ilhas.

4 – Mercado Adolpho Lisboa (Mercado)

O Mercado, na margem do Rio Negro, é protegido como monumento nacional. Modelado na antiga Halles em Paris , apresenta vitrais e estrutura de ferro que foi feita na oficina de Gustave Eiffel em Paris. Além de sua arquitetura, o mercado é um destaque devido à sua atividade movimentada e ao vislumbre que oferece aos visitantes na vida local. Na confusão de barracas que vendem de tudo, desde peixe fresco e frutas tropicais a camisetas e artesanato local, os moradores de Manaus compram seus jantares e encontram amigos em balcões que vendem fast food locais.

5 – Parque Ecológico Janauari

O Parque Ecológico Janauari, com 688 hectares, a cerca de 45 minutos de barco de Manaus, apresenta uma variedade de ecossistemas: Terra firme, várzeas (planícies aluviais) e igapós (floresta pantanosa). Os barcos a motor o levarão pela intrincada rede de igarapés do parque – cursos de água estreitos cercados por uma vegetação luxuriante que varia de grama a gigantes caiaques. Um dos principais pontos turísticos do parque é um lago coberto com Victoria-Régia. Esse grande nenúfar, encontrado apenas na região amazônica, tem folhas flutuantes de até dois metros de diâmetro. Suas flores têm uma vida muito curta; Originalmente brancos, ficam roxos e, em três dias, murcham para uma cor vermelho escuro. O parque está cheio de pássaros.

6 – Palácio Rio Negro

Este belo e elaborado palácio foi construído em 1903 como a residência de um comerciante de borracha alemão chamado Waldemar Scholz e mais tarde foi a sede do Governo do Estado do Amazonas. Em 1997, foi convertido em um centro cultural, e você pode visitar a casa principal e a galeria de arte adjacente das obras brasileiras. A casa é tão elaborada por dentro quanto por fora, com muito mármore e madeiras nativas. Os jardins são paisagísticos, com arbustos, árvores e flores nativas da floresta amazônica.

7 – Museu do Homem do Norte

O museu etnográfico do norte do Brasil possui extensas coleções de material sobre cultura regional e tradições populares. Achados arqueológicos, arte indígena e itens do cotidiano se combinam para mostrar a cultura passada e contemporânea. Os displays abrangem mineração, pesca, moagem de farinha, folclore, religião, festivais, arte e artesanato, além de produtos regionais, como borracha, caju, juta e madeira. A loja é um bom lugar para encontrar artesanato local de vários povos indígenas.

8 – Museu do Índio

O Museu do Índio possui uma coleção de mais de 3.000 objetos que ilustram a cultura e o modo de vida dos povos indígenas que vivem ou vivem ao longo do alto rio Negro. Você verá displays mostrando os costumes locais relacionados a crianças, agricultura, alimentação e caça. As coleções representam os povos daqueles lugares onde as Irmãs Salesianas trabalhavam, principalmente os Yanomami, mas também as tribos do Mato Grosso, no oeste do Brasil central. Este é um bom lugar para comprar artesanato.

9 – Parque Nacional do Jaú

A Floresta Nacional de Jaú é a maior reserva florestal da América do Sul e a maior área de floresta tropical protegida do mundo. Abrange 2.272.000 hectares ao longo do Rio Negro em torno de Novo Airão, cerca de 250 quilômetros a noroeste de Manaus. Sua fauna extraordinariamente rica inclui espécies raras e ameaçadas de extinção, como o peixe-boi e a lontra, além de onças-pintadas e boto-cor-de-rosa. O ecossistema diversificado inclui planícies, colinas, florestas inundadas, canais e florestas terrestres. A melhor maneira de explorar o parque e ver a vida selvagem é de canoa pelas vias navegáveis, e você pode ficar em pousadas na selva.

10 – Alfândega e cais flutuante

Embora não seja aberta ao público, vale a pena visitar a Alfândega e o farol e são protegidos como monumentos nacionais. O edifício ornamentado foi importado da Grã-Bretanha em forma pré-fabricada e erguido em Manaus em 1902. Fica na margem do Rio Negro, próximo ao cais flutuante, construído ao mesmo tempo. A doca foi projetada para acomodar as dramáticas mudanças no nível do rio, que podem variar em dez metros ao longo de um ano. Hoje, o cais é um dos locais mais movimentados da cidade, pois quase todo o transporte é feito por água.

Este artigo te inspirou para começar a planejar uma viagem para Manaus?  Entre em contato com nossos consultores e faça sua cotação! ah… Não esqueça de comentar e compartilhar este artigo com seus amigos 🙂

africa Alasca america do sul américa central América do Norte Aruba asia Bahamas Barcelona Berlin Brasil Caribe COSTA RICA Dublin Estocolmo eua europa Flórida Grécia Indonésia Islândia Itália Lake Tahoe Las Vegas Londres Noruega Nova York oceania orlando paris Punta Cana República dominicana Salvador San Diego San Francisco Seattle Seychelles Suécia São Paulo Tanzânia Toronto turquia Veneza viena Zanzibar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *