Europa, Islândia

Comidas islandesas para experimentar em sua viagem

A Islândia é conhecida por sua paisagem impressionante de tirar o fôlego, fontes termais e vulcões, mas quanto você sabe sobre sua culinária? De uma abundância de peixe fresco a ovelhas, a culinária islandesa é distinta e uma das mais frescas da Europa. Enquanto você aprecia a beleza natural da Islândia, não se esqueça de aproveitar os pratos aventureiros e incomuns que esta nação nórdica tem a oferecer. 

1 – Pylsur (cachorro-quente de Reykjavik) 

Às vezes chamado de prato nacional não oficial da Islândia, o cachorro-quente de Reykjavik (pylsur) é um dos pratos mais populares entre turistas e moradores locais. Feitos a partir de uma mistura de cordeiro, carne e porco, esses cachorros-quentes únicos são deliciosos e acessíveis. Aberto desde 1937, o banquete de cachorro-quente mais famoso de Reykjavik é chamado Bæjarins Beztu Pylsur, que significa “O Melhor da Cidade” e foi visitado por políticos e celebridades, incluindo Bill Clinton e a família Kardashian. Encomende um cachorro-quente na melhor barraca de cachorro-quente da Europa eina með öllu, ou “com tudo” para obter a verdadeira experiência culinária de Reyjavik.

2 – Hákarl (Tubarão Fermentado)

Hákarl, também conhecido como tubarão fermentado, é o prato nacional oficial da Islândia. Enquanto não faz mais parte da culinária tradicional diária, hákarl é considerado uma iguaria e muitos turistas optam por experimentar este prato único pelo menos uma vez. Não muito popular entre os habitantes locais, diz-se que este prato tem um sabor distinto de peixe e um cheiro forte devido ao processo de fermentação em que é submetido. Normalmente, o hákarl é consumido em pedaços pequenos e é frequentemente seguido por uma dose de Brennevin, um tipo de aguardente clara e sem açúcar que é considerada a bebida destilada da Islândia. 

3 – Harðfiskur (peixe seco) 

Quando se trata de petiscar, a escolha preferida dos islandeses é o Harðfiskur, um tipo de peixe seco. Embalado com vitaminas e proteínas, o harðfiskur é um tipo de espasmódico de peixe geralmente feito de bacalhau fresco, arinca ou lobo-do-atlântico. O peixe é capturado fresco e depois pendurado para secar no frio e salgado ar do Atlântico Norte, dando-lhe um delicioso sabor salgado. Este lanche é vendido em praticamente todos os lugares da Islândia e é tipicamente consumido com manteiga salgada. 

4 – Skyr 

Uma escolha popular para café da manhã ou lanche na Islândia é o Skyr, um produto lácteo rico em proteínas e baixo teor de gordura. Feito de leite desnatado pasteurizado e uma cultura de bactérias semelhante ao iogurte, o Skyr é tecnicamente considerado um queijo macio e tem um sabor mais suave do que o iogurte grego ao qual se assemelha. Skyr faz parte da culinária islandesa há séculos e é tradicionalmente servido com leite frio e coberto com açúcar. Este delicioso lanche cremoso pode ser aprimorado com a adição de frutas ou bagas frescas e pode ser encontrado em muitos supermercados locais em uma variedade de sabores, como baunilha ou morango. 

5 – Plokkfiskur (caldeirada de peixe islandesa) 

Este ensopado de peixe islandês simples é um prato extremamente popular entre os turistas e moradores da Islândia. O Plokkfiskur é feito com filés de bacalhau fresco ou arinca cozidos que são amassados com batatas cozidas e misturados em um molho branco à base de roux. Delicioso e fácil de fazer, este prato começou como uma maneira de consumir restos de peixes e depois evoluiu para um dos alimentos de conforto mais populares na Islândia. O Plokkfiskur é tradicionalmente servido com pão de centeio e manteiga da Islândia e aquece você mesmo nos dias mais frios. 

6 – Cordeiro islandês 

O cordeiro é extremamente popular na Islândia e é cozido e servido de várias maneiras diferentes. A razão pela qual esse ingrediente principal é tão comum na culinária islandesa é por causa das ovelhas islandesas de raça pura que vagam livremente pelo país, nunca sendo alimentadas com grãos ou recebendo qualquer tipo de hormônio do crescimento. Experimente o cordeiro defumado conhecido como hangikjöt ou aqueça em um dia frio de inverno com uma tigela de sopa de cordeiro islandesa também conhecida como kjötsúpa. Não importa como sua carne é cozida, é garantido que seja fresco e delicioso. 

7 – Rúgbrauð (pão de centeio de uma fonte termal)

Rúgbrauð, ou pão de centeio, é um tipo tradicional de pão islandês que é consumido há séculos. O pão denso, marrom escuro e sem crosta é assado em uma panela que foi colocada nas brasas de um fogo que está fraco. A maneira tradicional de assar este pão é enterrar a panela perto de uma fonte termal e deixar o calor geotérmico cozinhar; é por isso que às vezes é conhecido como pão de fonte termal. Rúgbrauð é frequentemente servido como acompanhamento do popular ensopado de peixe islandês plokkfiskur, ou pode ser servido ensaboado com manteiga ou coberto com salmão defumado. 

Gostou de nossas dicas? Espero que sim! Não deixe de comentar e compartilhar com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *