Sem categoria

Disney anúncia reabertura do Disney Springs em Orlando e da Disneyland Xangai

A Walt Disney anunciou a reabertura parcial de suas atrações em Orlando, nos Estados Unidos, e em Xangai, na China.

Em Orlando, a partir de 20 de maio será reaberto parcialmente o Disney Springs. Nesta primeira fase, algumas lojas e restaurantes serão abertos. As condições de saúde dos funcionários no local serão monitoradas. A máscara será obrigatória e novas medidas de segurança serão adotadas. A Disney ainda não deu mais detalhes de quais atividades serão reabertas no Disney Springs e nem o horário de operação. Outra dúvida é sobre a quantidade de visitantes que poderão visitar o local diariamente. Encontre aqui mais detalhes e futuras atualizações sobre a volta do Disney Springs.

Disney Springs

O Disney Springs, antigo Downtown Disney, é um centro de compras, restaurantes, teatro e muito entretenimento. A entrada e o estacionamento são gratuitos. O local é dividido em West Side, The Landing, Town Center e Marketplace. Uma visita ao Disney Springs é imperdível para qualquer turista em viagem a Orlando.

Complexo Wald Disney Resort

Apesar da reabertura do Disney Spring, o grupo Disney ainda não deu notícias sobre a reabertura dos Parques e Hotéis. Todo o complexo em Orlando está fechado desde março devido à pandemia de Covid-19. O governo da Flórida estuda regras gradativas para a reabertura das atrações em Orlando, mas tudo ainda está sendo analisado.

Disneyland Xangai

O parque da Disney em Xangai será reaberto ao público na próxima segunda-feira, 11 de maio. O Disneyland abrirá as portas novamente com maior segurança sanitária e diversas limitações, como distanciamento em filas, brinquedos e restaurantes. O uso de máscaras também será obrigatório para funcionários e visitantes e a temperatura de todos será medida. O parque estava fechado desde 24 de janeiro.

A Disney Xangai já havia reaberto outras atrações como Disneytown, Wishing Star Park e o Xangai Disneyland Hotel em março. Os novos casos de Convid-19 na China têm baixado nas últimas semanas e o país tem retomado as atividades.